Prova de fogo

Quem perceber mais do assunto dirá se tenho razão ou não. Acho que a forma como aprendemos e começamos a fotografar deixa marcas que se prolongam no tempo. Na segunda aula do curso de fotografia fiquei a saber que na semana seguinte podia ter credenciais para fotografar todos os concertos da latada. Como não me…

Não mais amarei quem possa morrer

Nunca mais amarei quem não possa viver sempre, porque eu amei como se fossem eternos a glória, a luz e o brilho do teu ser… Meditação do Duque de Gandia sobre a morte de Isabel de Portugal, Sophia de Mello Breyner Tenho em mãos a arguição de um projecto de doutoramento subordinada ao tema da…

Um mundo interior abreviado dentro de si mesmo

Sara Augusto. «Para a ‘perfeita ordem e harmonia na república da alma’. A Guerra Interior, de Matias de Andrade (1743)». In A Guerra Interior  de Matias de Andrade (1743). Viseu, Quartzo / CLP: 15-18. «Não é fácil definir de forma exclusiva o género da Guerra Interior, uma vez que, assentando numa narrativa simples, onde as…

Fragmentos de uma edição

Marta Teixeira Anacleto. «Nota prefacial». A Guerra Interior, de Matias de Andrade (1743). Viseu, Quartzo / CLP, 2012, pp. 9-13. «Editar, em 2012, o manuscrito da Guerra Interior, escrito em 1743 pelo Padre Matias de Andrade da Congregação do Oratório de Freixo de Espada à Cinta, pode, à partida, parecer um exaustivo exercício académico ou…

What?

As minhas formigas falam inglês. E seguem aprumadinhas umas trás das outras, mesmo que seja num fio, sobretudo num fio verde e estreito. Enfim… há umas mais apressadas que resolvem passar por baixo e… what a hell is this? Melhor do que fotografar jóias é fotografar pérolas e formigas. Melhor do que isso tudo é…

Padre Matias de Andrade (1680-1747, Congregação do Oratório)

Sara Augusto. «Para a ‘perfeita ordem e harmonia na república da alma’. A Guerra Interior, de Matias de Andrade (1743)». In A Guerra Interior  de Matias de Andrade (1743). Viseu, Quartzo / CLP: 15-18. O manuscrito da Guerra Interior, datado de 2 de Maio de 1743, é da autoria do Padre Matias de Andrade, da…

Guerra interior

Em Guerra interior, do Padre Matias de Andrade, Oratoriano de Freixo-de-Espada-à-Cinta, retoma-se um dos temas mais antigos da espiritualidade humana. Na altura em que a edição está quase pronta, resolvi ir apresentando o texto e o seu autor. Hoje fica a capa da edição, da responsabilidade da Rute Augusto, mais um trabalho bem conseguido pela…

Noir

There’s no la vie en rose in film noir. João de Mancelos, Getting away with murder… Noir Estou de volta, disse. E alongou o corpo pela escada pela parede pelo chão. Voltaste. Sombra cal solta e amarela ferro gasto sem ilusão. Ana de Santa Cruz, Apólogos da sombra, I.

O passion, my passion

Somos seres cheios de paixão. Walt Whitman O passion, my passion Hoje quero palavras em cascata em volutas em labirinto Palavras encadeadas sem arestas moldadas ao que sinto Palavras longas que passem rios e montes e toquem o teu rosto E te gritem encostadas aos teus olhos coladas nos teus lábios largadas no teu corpo…

Em casa

Dia 8 passado foi Dia do Fotógrafo. Eu não sabia e não fosse ter passado pela página de amigos cujo talento fotográfico é por demais reconhecido, ou pela Secção de Fotografia da AAC, também não estaria a falar disto. Uma das páginas por que passei foi a do Carlos Reveles, com o qual comentei que…

Viridiarium by sara a.

Vou perdendo a ilusão da quietude das flores. A luz nunca é a mesma e qualquer hera rasteira (mas obviamente impressionista…) parece mudar de cor, de textura, de forma… que quase receio que desapareça de uma hora para a outra. Estranho o que os meus olhos me dão a ver. Ou talvez seja tão somente…

Hortus conclusus I

Continuo a fotografar flores quase compulsivamente… mas é curioso lembrar-me agora que nunca achei particular graça a fotografias de flores. Enquanto focava umas coisinhas brancas minúsculas, que não teriam mais de cinco centímetros, penso que percebi o porquê! Os grandes planos que me fazem perder o contexto da flor assustam-me… As cores e as formas…