Dois rios, dois irmãos, e Marie-Ange

Dois rios, Tatiana Salem Levy, 2012
Dois rios, Tatiana Salem Levy, 2012

Releio o romance dois rios (assim mesmo, com minúscula, como na capa do livro). Gostei ainda mais. É um romance muito bem escrito. Suponho que esta minha apreciação tenha a ver com o facto de ter lido mais devagar, sem lápis na mão, demorando-me em cada fragmento.

Trata-se da história bipartida de Joana e António, gémeos, com uma história de ruptura e separação depois da morte do pai e com uma mãe cada vez mais obcecada e compulsiva. E Marie-Ange. Por quem cada um, em partes distintas do romance, se apaixona. E Nonza, no Mediterrâneo, onde chegam e de onde partem, em momentos distintos de reflexão e vontade de mudança.

Vale a pena ler. Mesmo. A melopeia sofrida de A chave de casa é substituída por uma celebração da vivência interior, acompanhada de um acento lírico que faz da leitura quase a audição de uma partitura. Magnífico. Só é pena que tenha de escrever dois artigos sobre o assunto e não possa ficar por este encanto ainda recente. Mas tu podes!

Anúncios

2 Comments Add yours

  1. Eduardo Dinis Guimarães Rocha diz:

    Vou ler o livro. Se o aconselha é definitivamente bom!
    Aliás, só tenho ouvido òtimos comentários de si de pessoas minhas amigas.
    E como amigo de meu amigo meu amigo é, só quero merecer essa amizade.
    Bem-Haja pelos seus artigos e comentários!
    Eduardo Dinis (S.Pedro do Sul)

    1. Sara Augusto diz:

      Acho que vai gostar, Eduardo Dinis, um abraço para si.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s