João Gostoso

Óleo de Candido Portinari
Óleo de Candido Portinari

Falar durante oito horas sobre a poesia de Manuel Bandeira é sempre bom, muito bom. Daqui a pouco dou o primeiro seminário e, sobre a presença dos factos e do quotidiano em Libertinagem, obra de 1930, releio o “Poema tirado de uma notícia do jornal”. Quase sempre os alunos ficam perplexos. Eu só respondo: e por que não?

João Gostoso era carregador de feira livre e morava no morro da Babilónia num barracão sem número.
Uma noite ele chegou no bar Vinte de Novembro
Bebeu
Cantou
Dançou
Depois se atirou na lagoa Rodrigo de Freitas e morreu afogado.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s