Precious

***

Olhou-me e vi a pergunta surgir-lhe nos olhos. Mas não disse nada. Com o tempo aprendeu que esperar pacientemente traz mais verdade nas respostas.

Ana de Santa Cruz

Demorei, demasiado, mas escolhi a minha melhor fotografia do slideshow. Não é surpresa. Já a tinha publicado no Facebook exactamente com essa indicação. Depois comecei a pensar se a escolha de uma fotografia, entre um grupo diverso, diria alguma coisa sobre mim própria.  Ou dirá mais sobre mim todo o grupo que deixei de lado?

Todos sabem como gosto de fotografar plantas, flores e ervinhas. Quase sempre há um ângulo pouco explorado, uma luz diferente, um verde mais intenso, uma cor mais leve, uma textura mais visível, que me prendem a atenção. Não me canso de captar todas as mudanças, de hora a hora, de semana a semana, de estação em estação do ano.

Então, porquê um objecto? Não é qualquer objecto, em primeiro lugar. Barroco, talha dourada, veludo carmesim: é a ideia de tudo aquilo que eu estudo e leio com mais gosto, a literatura barroca. Nesta banqueta, naquela borla pendente, há uma expressão única da elegância e da riqueza procuradas pela mundividência Seiscentista.

Que diz isto de mim? Não sei. No fim de contas é apenas uma fotografia.

Encomenda prodigiosa sara augusto 14

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s