Quando quis ser pastora

Os pastores de Virgílio tocavam avenas e outras coisas
E cantavam de amor literariamente.
(Depois — eu nunca li Virgílio.
Para que o havia eu de ler?)

Mas os pastores de Virgílio, coitados, são Virgílio,
E a Natureza é bela e antiga.

Alberto Caeiro

 

Eu li Virgílio, em latim. Uma  coisa deliciosa. E por causa das Bucólicas quis ter um rebanho e ser pastora ilustrada, capaz de ler e escrever enquanto guardava as ovelhas. Agora, quando passo por um rebanho, sento-me no muro longo tempo e fico quieta.

E não penso em nada. Nem leio, nem escrevo, nem sou pastora. Apenas fico quieta… descobri que sou perfeita quando fico quieta e é primavera.

 

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s