Todos os teus gestos são aves

Todos os teus gestos são aves.

Bernardo Soares, Livro do Desassossego.

Não creio que alguma vez ele tenha pensado que valia a pena. Mas eu pensei e só isso me interessa e, na verdade, só isso é importante.

Ana de Santa Cruz.

A minha varanda é uma armadilha. As vidraças são amplas e as aves não distinguem o vidro. Esta bateu com força, foi projetada para trás, segurou-se no ferro forjado e deixou-se cair na pedra, desamparada. Pareceu-me que morria e deixei-o estar. Não morreu e voou quando me aproximei.

Tenho histórias com pássaros. Um dia talvez as conte.

jpeg-0784jpeg-0799

Anúncios

2 Comments Add yours

  1. magapaula diz:

    Esperarei poisada nesta outra varanda.

  2. Sara Augusto diz:

    Lá irei! Abraço 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s