Será mesmo laranja ou só procura?

laranja

Talvez seja laranja o sol poente
ou quase cor de sangue – esse andarilho;
laranja como o lume, quando é filho
da noite onde o vermelho se pressente.

Talvez seja laranja que desmente
as cores do arco-íris que dedilho…
Laranja ou só um risco ou só um trilho
de pele a anoitecer tão levemente?

Talvez seja laranja de mansinho
na pele onde cicia uma lonjura
… murmúrio, flor de vento, flor de pinho

ou luz ou já penumbra ou só frescura
da tarde onde o laranja fez caminho.
Será mesmo laranja ou só procura?

Carlos André, O prisma de Newton, 2015

 

Ou quando entre o anoitecer e o arrepio da água, trilho de pele, há apenas um caminho.

© Sara Augusto, 2016, Serra da Estrela

sara-9676

Advertisements

2 Comments Add yours

  1. Helena Gonçalves diz:

    Não conhecia este texto! É fabuloso e a fotografia inspiradora.
    Pura magia, o conjunto! Obrigada, Sara! Continuo a ficar de coração cheio!

  2. Sara Augusto diz:

    Fico feliz que tenha agradado, Helena. Lembro-me bem das circunstâncias em fiz a fotografia. Pareceu-me que o poema se enquadrava com a mesma intensidade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s